Total de visualizações de página

domingo, 26 de junho de 2022

VOCÊ ACREDITA EM ANJOS?


Você acredita em anjos?

Eu sim!

Estão sempre por perto, nos inspirando, soprando pétalas de encantos na nossa cara!

 

È, quando rimos sozinhos, sentindo uma alegria inexplicável!

È, quando nos sentimos acompanhados, mesmo não tendo ninguém conosco!

É, quando a letra da musica ou a fala de alguém, diz exatamente o que precisamos ouvir!

São Eles, os anjos, nos entusiasmando, nos impulsionando!

 

Mas, quando pessoas nos auxiliam,

nos confortam,

contam coisas engraçadas para nos animar,

e por vezes, guardam suas dores para ajudar cuidar das nossas...

 

É Deus!

Mostrando-nos, que seus anjos estão sempre entre nós!

 

Gratidão!

 

 

Texto e fotografia de Jossara Bes.

 

 

sexta-feira, 10 de junho de 2022

O CORAÇÃO GENEROSO DE DEUS


Que o coração generoso de Deus possa nos aquecer nos confortar e nos fortificar, nesse novo dia!

Que possamos apurar nossos ouvidos e acalmar os barulhos de nossa mente!

Que a alegria e a gratidão sejam nossa nutrição!

Que possamos honrar a humanidade de nosso ser, cumprindo com inteireza o que a vida nos apresentar!

Assim seja!

 

Deus te abençoe!

 

Texto e fotografia de Jossara Bes.

sábado, 7 de maio de 2022

O OLHAR DE MINHA MÃE


Naquele tempo, a felicidade passeava por entre os canteiros de couve e salsinhas, disfarçada no perfume bom da erva cidreira!

Também, ondulava na calmaria transparente do riachinho,

 nas flores miúdas, espalhadas pelo caminho

 ou, distraída  no bico de algum passarinho!

 

Naquele tempo bom, de afetos sem palavras e afagos sem toques, meu coração voejava ventaneiro, nutrido de delicadezas e encantamentos, pois todas as manhãs quando  eu abria meus olhos, lá estava ela, soprando esperanças no meu despertar!

Minha mãe era a ultima pessoa que eu via a noite, e a primeira, quando eu acordava!

No olhar de minha mãe, via as certezas do mundo e a coragem que eu precisava para enfrentar o que a vida me apresentasse!

 

Eu via o amor se materializando!

No trigo que virava pão,

nas roupas costuradas a mão,

no afofar das palhas, do colchão

e, no peneirar de feijão!

 

 Dia inteiros, noite afora,

Com Deus e Nossa Senhora!

  

A bênção minha mãe, inspiração da minha poesia!

 

Texto e fotografia de Jossara Bes.

Publicado no jornal Gazeta do Sul -  Dia 07/05/2022.

 

Gratidão!


 

quinta-feira, 21 de abril de 2022

SOBRE ENCANTOS


 

- Vitor, você sabe o que é “suvaco”?

Ele  fez uma careta, franziu a testa e repetiu sorrindo:

- Suvaco...O que é isso, dinda?

 Falei:

- Quando eu era do teu tamanho, a gente chamava a axila de “suvaco!”

Ele:

- É sério isso, dinda?

Confirmei!

Ele achou engraçado!

Então, brincamos de inventar frases usando a palavra que ele acabara de conhecer!

“Suvaco”,  rendeu muitas risadas!

 

Passado um tempo,  fiz “um ar de suspense” e perguntei:

- E “mamica”, você sabe o que é?

Rolou de rir, repetindo “mamica”!  Me olhou e disse :

- Nãaaao!

Com olhos brilhantes de curiosidade e riso, impaciente perguntou:

- Fala dinda, fala o que é?

Me divertindo com a curiosidade dele, falei:

-Ah, pensa bem, tem certeza que nunca ouviu alguém falar,  “mamica”?

Ele, revirando os olhos, respondeu:

- É claro que não!

Eu:

- Pois é, então vou te contar!

- Naqueles tempos, a gente chamava os “seios”,  de “mamica”!

Vitor fez uma cara de espantamento risonho, e disse!

- Tá mentindo, né dinda!

Eu, contendo o riso, falei:

-  Não é mentira, não! Pergunta para tua mãe, ela vai confirmar!

 

Nos divertimos muito com as palavras esquecidas, perdidas na singeleza  do tempo!

Tempo revestido de simplicidade e encanto,

Tempo santo

Tempo que me viu nascer!

 

 

*** Vitor é meu sobrinho de 7 anos, meu  encanto!

 

Texto e fotografia de Jossara Bes.