Total de visualizações de página

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

LIBERDADE

Minhas Fotos - ( 2011 ). Esse pássaro chama-se Araquã, sempre "vem me visitar" quando é época de pitanga madura.


Queridos Amigos!

Quando eu era criança, meu maior desejo era crescer! Ficar do tamanho da minha irmã, ( em altura e "gostosura" )!
Fazer todas aquelas coisas maravilhosas que só era permitida aos adultos.
Meus olhos brilhavam assistindo minha irmã arrumar-se para sair!
Na tela do meu futuro eu enxergava muitas festas, muitos amigos, viagens!
Viajar o mundo todo! "Ser livre"!
"Liberdade, liberdade abre as asas sobre nós"...

E num piscar de olhos, lá estava eu! Perdida num rol de mil coisas para fazer, mil contas para pagar, a procura daquela "tal liberdade"!
Na verdade nunca a encontrei!

Com o passar do tempo, descobri que ser adulto é um "pouco" sinônimo de ser escravo! Do relógio, principalmente!
A palavra que fazia meu coração bater mais forte, LIBERDADE, aos poucos foi ficando muito fraquinha, desbotando na lousa do meu cérebro!
Então, outra palavra foi escrita com cor bem forte: "TER"!
Precisava ter muitas coisas! Ter as melhores roupas, ter um bom emprego para ter um ótimo ordenado para ter um belo namorado! Ter, ter, ter...

Em certo momento percebi, que enquanto eu era criança, possuia algo muito, muito importante!
Algo lindo!
Eu possuía asas!
Sim,... asas!
E, voei muito!
Tão alto e tão longe, até onde meus sonhos permitiam! E o limite era o infinito!
Ah...isso era liberdade!
Minha tão sonhada liberdade, agora é fotografia!

Outro dia, falei para uma menininha:
- Sabia que criança tem asas?
Ela me olhou com uma "carinha" e falou batendo os bracinhos, como se asas fossem:
- Como assim? Não estou vendo minhas asas, e nem consigo voar!
Então falei:
- É que você não consegue ver suas asas, você só lembrará elas quando ficar do meu tamanho!
Ela resmungou, "batendo as asinhas" :
Ahn....tá!
E saiu gritando para mãe dela que estava ali por perto:
- O manhe, você tem asas? Você me mostra? A "tia" falou que eu posso voar!
A mãe dela olhou-me com uma cara de "poucos amigos"!
Acenei com um "tchauzinho", e fui embora!

Um lindo fim de semana a todos vocês!
Beijos!

Jossara Bes.

8 comentários:

  1. Por essa ocasião, quando eu tinha mais ou menos 7 anos, eu via passar os aviões lá por cima da minha casa. Perguntavam-me o que eu gostaria de er quando fosse grande? E eu respondia: ser piloto aviador...
    Hoje sou um Técnico Superior aposentado.
    Nem tudo o que queremos ser se transforma em realidade, antes assim fosse.
    Beijo Português de Faro - Algarve

    ResponderExcluir
  2. Mana as minhas acho que nasceram quebradas,.... heheheheh.....

    ResponderExcluir
  3. Oi querida, muito bom o texto, realmente eu adorei!
    Tenha um ótimo final de semana, bjus e fica com Deus meu anjo...

    ResponderExcluir
  4. Oi Jossara,
    Crescer tem suas desvantagens, mas tem tb suas vantagens. Não conte para ninguém, mas eu ainda tenho asas.
    Beijos 1000 e um final de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Amiga
    Vim agradecer a sua visita ao meu cantinho, obrigada pelo seu carinho, assim que estiver mais forte voltarei para te ler e comentar.
    Tenha um lindo dia
    Com carinho
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  6. As crianças ainda não perderam as asas do ser. Quando crescem, voluntariamente se trancam na gaiola dourada do ter. Assim, atrofiam as asas e a liberdade voa para um céu perdido, no passado infantil.

    Um abração e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  7. Olá flor passando pra conhece seu blog , e super adorei seus textos tudo vc esta de parabéns estou seguindo vou adora ter vc no meu blog,vou te aguardar no meu cantinho,bjus
    http://blogdasonhagleide.blogspot.com

    ResponderExcluir