Total de visualizações de página

domingo, 16 de setembro de 2012

TEMPESTADE

Minhas Fotos- 2012


O dia hoje,  amanhece barulhento!
Passarinhos silenciam a espera da tempestade!
Céu escuro, sensação de abafamento!
Relâmpagos desenham formas, na tela de céu cinzento!

É o vento de repique!
Imperioso, vai fazendo a varredura!
Zunido perturbador!
Espedaçando o que não tem envergadura!

A trovoada estronda!
Vibram  os vidros da janela!
Apagam- se  as luzes!
Sinal da cruz e o ascender de velas!

Então  silencio!  Momento de calmaria!
E finalmente,  a chuva branca se derrama!
Já ouço os pássaros, fim da tempestade!
Um novo cenário, novo panorama!

Tenham um ótimo domingo!
Beijos!
Jossara Bes.

12 comentários:

  1. .



    Se você é sentimental, tem o choro
    fácil e um grande coração, então
    não leia o meu poster de amanhã,
    porque, mesmo que eu a perdoe, vo-
    cê não terá como conter o pranto.

    Atreva-se, dê uma olhada...

    Palhaço Poeta.








    .

    ResponderExcluir
  2. Dia triste! Jossara.
    Se faz calor, reclamamos; se faz frio, reclamamos...
    Sabes que neste momento, gostaria que o tempo fosse mais fresco e que estivesse de chuva! É verdade.
    Desde Maio que andamos com temperaturas na ordem dos 30º.
    Boé, não é?
    Parabens a ti pelo poema que espelha a chuva neste fim de semana cinzento.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. É, bem esse dia que está em Santa Cruz Do Sul Hehe...

    ResponderExcluir
  5. Olá Jossara,

    linda poesia, vou te confessar uma coisa, adoro tempestades, embora fique com medo eu acho uma manifestação divina da natureza.

    Bejim e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  6. Que bela forma de poema
    a música flui
    nas artérias poemática
    rima assonância
    versos misturados
    e o silêncio do passarinho
    um realismo fantástico
    mui lindo

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderExcluir
  7. conseguiste descrever uma tempestade de uma forma poética, quase musical, incrível! Parabéns. beijos

    ResponderExcluir
  8. A tempestade passa sempre que desejemos com muita força, que ela passe; é a transição Inverno/Primavera. Está quase. Só mais um tempinho.
    Depois, Amiga, as plantas e as aves anunciarão um novo tempo. Aquele que mais ama a Alma. O tempo das Flores e dos perfumes...
    Lindo o teu Poema.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  9. Olá, Jossara.

    A natureza com seu "versar" que nos inspira e ensina. Tudo passa, como passam as tempestades, e a vida torna a cantar como os passarinhos.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  10. Oi Jossara,
    Adorei o poema! Estamos precisando tanto de chuva por aqui, que mesmo uma tempestade seria bem vinda.
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderExcluir
  11. OI JOSSARA!
    TEU POEMA ESTÁ LINDO,FINAL DE TEMPESTADE, COM O CANTO DOS PÁSSAROS, NOS DANDO A IDEIA DE RECOMEÇO.
    AQUI EM POA NÃO PASSOU AINDA, FOI MUITA CHUVA NESTE FINDI.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  12. Olá querida Jossara, tudo bem? :)

    Lindo seu poema! Enquanto lia me vieram à mente lembranças boas como quando minha saudosa avó ficava apreensiva com a chegada da tempestade e logo acendia "palma benta" um matinho que ela levava para ser benzida na Igreja e fazia orações. Como era do Sul, de uma cidadezinha pequena onde as casas eram de madeira, costumava ter medo de tempestades por causa dos estragos que faziam por lá e carregou sempre isso consigo :)
    Suas palavras também me trouxeram uma sensação boa de quando a chuva chega, ainda mais que estamos passando aqui em sp por um período muito seco e o calor está insuportável!
    Ai como seria bom apreciar a beleza e a grandiosidade de uma tempestade agora :)
    Adorei!

    Grande beijooooooooooo

    ResponderExcluir