Total de visualizações de página

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

COTIDIANO

Minhas Fotos - 2015




Às vezes, acordo encantos!

Escuto  cantigas das flores,
Conversas de passarinhos!
O sussurro das formiguinhas
E o zumbido suave das nuvens!

Sinto-me tomada por sensações que:
Me movimentam,
Me envolvem
Me emocionam !

Intensas percepções na simplicidade que me enriquece!
Preciosidades cravejadas
ao ritmo do cotidiano que:
 Me acalenta
Me  entusiasma
Me emociona!


Beijos!
Jossara Bes




17 comentários:

  1. Gratas sensações, só possíveis a quem consegue filtrar a "formatação" do dia a dia...

    Um beijinho :)

    ResponderExcluir
  2. Gratas sensações, só possíveis a quem consegue filtrar a "formatação" do dia a dia...

    Um beijinho :)

    ResponderExcluir
  3. Amei, Jossara!
    Só quem vivencia a beleza do dia a dia,
    pode ver ternura no cotidiano e "acordar
    encantos"...
    Obrigada.
    Feliz e abençoado final de semana,
    abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  4. Que lindo, amo o cotidiano, presto atenção também na voz da natureza, embora eu viva em um cidade grande, mas sempre há um lugar onde se ouve os pássaros, eles também saem por aí sem rumo e para nos ajudar a suportar tanta poluição e barulhos fazem-nos umas visitinhas em nossas pequenas áreas plantadas, por isso amo plantar as arvoretas mesmo em vasos grandes!
    Abraços linda amiga Jossara!

    ResponderExcluir
  5. Oi Jossara,
    O poema é lindo! Estou precisando de encantamento, mas estou tão gripada que nada me entusiasma.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Ganhe dinheiro com seu blog trabalhando no conforto de sua casa. Você faz seu horário. Não precisa indicar ninguém para ganhar. Você ganha com seu trabalho! Saiba como em:
    www.homemoney.com.br

    ResponderExcluir
  7. Que poema mais lindo...
    Conciliar a serenidade da natureza com o ritmo do cotidiano!
    Meu sonho...
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Me emocionei com tuas palavras... muito lindo teu poema!
    Bjus!

    ResponderExcluir
  9. Muito bom, Jossara. Um cotidiano bom e poético. Tão diverso da pressa cotidiana que tortura e ensombrece grande parte das pessoas.

    Um abração e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  10. 31 de agosto é o dia do Blog. Estou passando para te parabenizar por esse espaço de compartilhamento e troca de vivências, conhecimentos, ideais, inspirações... Felicidades! Boa blogagem sempre!

    Um abração.

    ResponderExcluir
  11. Escutando as vozes da Natureza, tão só nem queres acordar outros encantos. Eles são esse silencioso estar.
    Lindo.

    Beijos
    SOL

    ResponderExcluir
  12. É uma percepção que só mais sensiveis tem.
    beijinhos e boa semana.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Realmente, quando conseguimos ouvir a natureza, significa que entrou dentro de nós a sensibilidade, a perceção e o gosto de amar.
    Sinto que um girassol distante quer falar comigo e eu, que lhe direi?
    Escuto o silencio e em silêncio ficarei.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. OI JOSSARA!
    PERCEPÇÕES DA BELEZA QUE NOS CERCA, QUE É GRITANTE, MAS, SÓ A VÊ DE VERDADE, QUEM SE EMOCIONA FRENTE AO SIMPLES COTIDIANO.
    LINDO E REPLETO DE EMOÇÃO AMIGA.
    ABRÇS
    -http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. É muito bom ter a virtude de alegrar-se com pouco...de notar as pequenas coisas naturais da vida...assim estamos sempre bem, pois o Criador fez uma natureza pujante e bela, que sempre oferece algo bom e belo para encantar a nossa vida.
    Um lindo e feliz fim de semana pra você!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  16. Ouvi o vento e a música
    Procurando um porto na madrugada
    Ouvi a chegada de um navio
    Julguei sentir uma voz amada

    Meu Armando, meu amor...
    Uma criança jogando lama ao meio dia
    Embrenhada e perdida na alma
    Com rimas colorindo pálpebras de nostalgia

    Doce beijo

    ResponderExcluir
  17. Ouvi o vento e a música
    Procurando um porto na madrugada
    Ouvi a chegada de um navio
    Julguei sentir uma voz amada

    Meu Armando, meu amor...
    Uma criança jogando lama ao meio dia
    Embrenhada e perdida na alma
    Com rimas colorindo pálpebras de nostalgia

    Doce beijo

    ResponderExcluir